Retrato de um amor enquanto jovem, que veio a óbito apesar do esforço sempre humano para poetisar a eternidade

Texto de 09/05/2008 Permaneceremos juntos… como a lua e suas criaturas como as lembranças e seus possuidores O que vivemos… É meu, seu, de todas as pessoas as quais compartilhamos nossos sorrisos, atos, tempo Porque somos cometas, que rajam o céu soturno que levam no seio do futuro o ontem e amam, vivem, lindos, bonita... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑