O poeta: esse transigente

O poeta enxerta caos e desconforto num mundo sacramentado pelo confortável. Combate as metralhadoras e granadas com riso e afeição. Faz sentir a beleza do perdão e do reencontro. Confere grandeza eloquente às minudências. Enfeita os tapetes vermelhos, cinzas e dourados por onde tu tens que passar. Recolhe e reconhece as pétalas da roseira porque […]