Os personagens do bairro escapam pelos poros

– E se essas nuvens, mosaicos de pérolas tão dinâmicas em seu ventar, e se elas trouxerem em seus seios belos as cantigas das infâncias? – E para que? – Para nos embalar em nosso orvalhar pela relva. – E os agrotóxicos? – Levantemo-nos, rijos, hirtos! contra os obstáculos! – Para chegar onde? – Não […]