Categorias
Conto

Opereta a Seu Alfredo Diviaggi ou o Despertar do Aquífero Guarani

Seu Alfredo sempre dizia que escrever é: “a grafia do ser, enfiada goela abaixo da vida”. Arquitetava cada parágrafo da sua profissão com ousadia e uma caótica organização. Gostava, e, principalmente, era pago, para escrever em revistas e jornais, material suficiente para a produção de um livro a cada seis meses.         […]