Credo, David Bevington

David Martin Bevington (13/05/1931) é um estudioso de Shakespeare, Professor Emérito em Humanidades, Língua Inglesa e Literatura, Literatura Comparada na Universidade de Chicago. Ele é considerado “Um dos mais eruditos e devotados entre os shakespearianos”, por Harold Bloom. Bevington permanece como o único estudioso vivo ao editar pessoalmente o corpus completo de Shakespeare. Apresentamos a […]

Introdução a Bem Está o que Bem Acaba de Shakespeare

          Bem Está o que Bem Acaba pertence ao período da vida criativa de Shakespeare o qual ele se concentrou em suas grandes tragédias e escreveu pouca comédia. As raras exceções aparentes não encaixam-se facilmente nos gêneros dramáticos convencionais. Medida por Medida (1603-1604), usualmente chamada de peça problema, está sombriamente preocupada […]

Introdução à Medida por Medida de Shakespeare

          “Uma Peça chamada Medida por Medida” por “Shaxberd” foi apresentada na corte, para o novo Rei James I, pelos “atores de sua Majestade” em 26 de Dezembro de 1604. Provavelmente ela foi composta naquele mesmo ano, ou no final de 1603. A peça data do clímax do período trágico de […]

Introdução a Tróilo e Créssida de Shakespeare

          Shakespeare deve ter tido alguns relativos fracassos no teatro, assim como enormes sucessos. Tróilo e Créssida parece ter sido um relativo fracasso, ao menos no palco, em sua forma original. Como veremos, é questionável se ela chegou a ser produzida. É uma peça amarga sobre uma guerra inconclusiva e um […]

Mulher Fenomenal, Maya Angelou

Belas mulheres se perguntam onde meu segredo se encontra. Não sou doce ou feita para me encaixar no tamanho de uma modelo Mas quando começo a dizê-las, Elas pensam que digo mentiras. Eu digo, Está no alcance dos meus braços, Na largura do meu quadril, No avanço do meu passo, Na espiral dos meus lábios. […]

Ao Muito Antigo (Auld Lang Syne)

A uma Mestra Escoteira, Mãe e Amiga, que sabe regar a semente da bondade nos corações alheios, convocando o desabrochar da manhã da alegria. Poema de Robert Burns de 1788, baseado na versão contida em The Norton Anthology of English Literature. Optei por manter a prosódia sempre que possível. “Devem antigos conhecidos serem esquecidos, E nunca trazidos às mentes? Devem […]

O Matrimônio do Paraíso e Inferno, William Blake

Tradução baseada no The Norton Anthology of English Literature, Fourth Edition. Notas no prelo.           A mais acessível das obras longas de Blake, é um vigoroso, deliberadamente escandaloso, às vezes cômico, ataque contra os timidamente convencionais e arrogantes membros da sociedade, assim como contra muitas das opiniões no repertório da piedade e […]

Introdução a Os Dois Nobres Parentes

            Os Dois Nobres Parentes, aparentemente a última peça a qual Shakespeare debruçou-se, retorna a um tema que ele buscou em Os Dois Cavalheiros de Verona, uma de suas primeiras peças e, possivelmente, a primeira. Como naquela comédia anterior, dois amigos competem pela afeição de uma dama de tal forma que […]

Tradução – Shakespeare Através das Eras, Os Sonetos

Introdução à Série           Shakespeare Através das Eras apresenta não a mais atual tendência do criticismo de Shakespeare, mas seu melhor, do século XVII até hoje. Nesse processo, o volume também mapeia a torrente de discussões de obras particulares através dos tempos. Outras coleções úteis e fascinantes de crítica de Shakespeare […]

Tradução – Coda – Shakespeare the Thinker, A. D. Nuttall

          Naquela noite em que andei na sombra da multidão de Stratford para Shottery eu procurava um garoto que cresceria para tornar-se o autor de Hamlet, Rei Lear, Como Quiserem, e todas as outras maravilhosas peças que continham seu nome. No momento em que imaginei que nós estávamos lado a lado, […]

Percentagem de Prosa e Verso em algumas obras de Shakespeare

          No entanto a principal inovação em Henrique IV Parte I, naturalmente continuada por sua sucessora, é a grande ampliação de sua dependência na prosa. Segundo Marven Spevack, 45 por cento da peça é em prosa, e o número em Henrique IV Parte 2 é 52 por cento. O contraste é […]

A Queixa de um Amante de Shakespeare

Thomas Thorpe publicou “A Queixa de um Amante” [A Lover´s Complaint] no quarto de 1609 dos Sonetos de Shakespeare, atribuindo o poema a “William Shakespeare” em seu cabeçalho. À atribuição não se deve dar muito peso, porque Thorpe, evidentemente, não teve a autorização de Shakespeare para publicar os sonetos e pôde, possivelmente, ter adicionado os […]

A Fênix e a Pomba de Shakespeare

“A Fênix e a Pomba (Tartaruga)” apareceu pela primeira vez numa coleção de poemas chamada Love´s Martyr: Or, Rosalins Complaint de Robert Chester (1601). Esse volume em quarto apresentava vários exercícios poéticos sobre a fênix e a pomba “pelos melhores e principais de nossos escritores modernos”. O poema,  atribuído a Shakespeare, tem sido universalmente aceito como […]

O Estupro de Lucrécia de Shakespeare

O Estupro de Lucrécia está intimamente relacionado com Vênus e Adônis. Os dois foram publicados com cerca de um ano de diferença, em 1594 e 1593, respectivamente, e ambos foram impressos por Richard Field. Ambos foram dedicados ao jovem Conde de Southampton, Henry Wriothesley, cuja confiança e amizade Shakespeare parece ter ganho durante o intervalo […]

Vênus e Adônis de Shakespeare

Como a maioria de seus contemporâneos, Shakespeare aparentemente não considerava a escrita de peças como uma atividade literária elegante. Ele devia saber que era bom em fazê-las, e ele certamente se tornou famoso em seus dias como um dramaturgo, mas não fez grandes esforços para a publicação de suas peças. Nós não temos prefácios literários […]

Introdução aos Sonetos de Shakespeare

Introdução aos Sonetos de Shakespeare contida na Edição Completa editada por David Bevigton, Sexta Edição. Para uma discussão mais completa sobre os personagens dos Sonetos de Shakespeare e a recepção dos sonetos ao longo dos séculos: http://shakespearebrasileiro.org/shakespeare-atraves-das-eras-os-sonetos/           Shakespeare pareceu ter cuidado mais de sua reputação com um poeta lírico que como um dramaturgo. Ele […]

O Criticismo de Shakespeare

INFOGRÁFICO – A CRÍTICA DE SHAKESPEARE O Criticismo de Shakespeare           Em seu tempo, Shakespeare alcançou uma reputação de grandeza imortal que é surpreendente quando consideramos a baixa consideração na qual os dramaturgos geralmente a detinham. Francis Meres comparou-o a Ovídio, Plauto e Sêneca e proclamou Shakespeare o mais excelente escritor […]

Introdução Geral a Shakespeare (Tradução, Work in progress)

Introdução Geral Ler Shakespeare no Século XXI           Por que ler Shakespeare hoje? Ele viveu há cerca de quatro séculos. Ele escreveu numa forma arcaica do Inglês que é necessário acostumar-se. Seu vocabulário é intimidador. Ele e sua audiência viveram num mundo que é marcadamente diferente do nosso: um mundo de guerras religiosas entre Católicos […]