10 Considerações Políticas sobre os Analectos de Confúcio

          Nos dias de hoje há um imenso esforço social em proclamar a democracia como a melhor forma de governo. Idealiza-se a democracia como se esta fosse o zênite da realização humana. Sua falta ou escassez é alardeada como crime capital.           No outro extremo e em outros tempos, em Platão, o delegar do poder político ao povo era um disparate total, pois... Continuar Lendo →

Os procedimentos de universalização em Kant, Rawls e Habermas

Resumo: O texto explicita e compara os procedimentos pelos quais, Immanuel Kant, John Rawls e Jürgen Habermas buscam defender a existência e legitimidade de algum tipo de moral ou ética universal, comum a todos os homens sobre determinadas condições. Mostraremos como Rawls e Habermas retomam Kant, atualizando seu sistema, ou seja, tentando esvaziá-lo de carga... Continuar Lendo →

Ewig

Levantei-me de um não sono cambaleante nessa noite fria, visitastes-me sem pressa. Num novelo enredam-se tempo e espaço, sonho e vigília, Efusão de lembranças, agora e amanhã. todas as músicas do radinho que continua a tocar são nossas, eternas. Sinto tremendo o barulho da barba desleixada quando afagas o meu rosto. Num breve momento assaltado... Continuar Lendo →

Mais Rousseau 2

            Para compreendermos a frase, “Todo governo legítimo é republicano”, que aparece no Livro Segundo, Capítulo VI, do Contrato Social de Rousseau seguiremos por três momentos: no primeiro (I) buscamos circunscrever os elementos fundamentais do conceito de vontade geral, tal como fora intuído por Rousseau.  Então, (II) nos voltamos para a... Continuar Lendo →

Filosofia e História da Ciência Moderna

Seminário II Questão I – Cassirer argumenta que na magia do Renascimento encontra-se uma relação de finalidade interior e geral. O Universo é pensado como organismo vivo dotado de membros específicos que tornam o todo cognoscível. Cada ente particular é um signo e uma representação em contato direto com o todo universal, há uma alma... Continuar Lendo →

Trabalho de Filosofia da Ciência. Idos de 2009.

Questão 1. (a) Como proposta por Platão, a definição “tripartida” confere caráter de conhecimento a opiniões verdadeiras justificadas. Sobre o excerto de São Hipólito de Roma expondo o pensamento de Xenófanes de Colofão defendemos duas interpretações: (I) se a primeira frase do excerto for lida como uma pretensão do autor em tecer uma cosmogonia, ou... Continuar Lendo →

Resenha de A República de Platão (2008)

Livro II            Após uma introdução do mote da justiça, no livro primeiro, e o rechaçar da definição dada por Trasímaco que a justiça é “aquilo que é vantajoso para o mais forte”, Sócrates prossegue, no livro segundo, uma análise do que vem a ser a justiça. Para isso, buscará a... Continuar Lendo →

63 Definições de Vida (aos olhos da Biologia)

Jean Baptiste LAMARCK (1802) “A vida é uma ordem ou um estado das coisas das partes componentes de um corpo, que torna o movimento orgânico possível e que efetivamente têm êxito, conforme persiste, em se opor à morte.” Ludwig BÜCHNER (1855) “A geração espontânea existe, e formas superiores se desenvolveram gradual e vagarosamente das formas... Continuar Lendo →

A Liberdade de Shakespeare

          Propomo-nos a buscar em que sentido William Shakespeare atingiu à liberdade apesar de ter vivido em um momento histórico em que vigoravam as noções absolutas. Para tal, escolhemos como marco teórico a obra de Stephen Greenblatt e da escola conhecida como Novo Historicismo para mapear as diversas variáveis em jogo.... Continuar Lendo →

Feminismo sob o prisma da Teoria Crítica da Sociedade

          A teoria crítica da sociedade, tradição de pensamento iniciada por Horkheimer na esteira de Karl Marx, nos permite pensar inúmeros âmbitos da contemporaneidade cultural. Focaremo-nos nesse trabalho sobre a questão do feminismo. Para isso analisaremos três dimensões fundamentais para garantir justiça de gênero: reconhecimento, redistribuição de renda, e representação política.... Continuar Lendo →

Charles Sanders Peirce – Uma Introdução

          Charles Sanders Peirce é considerado por muitos como a mente estadunidense mais criativa e profunda. Ao alcançar um olhar de sobrevoo para o corpus da obra peirceana compreendemos seu contínuo esforço de esquadrar senso comum com ciência, filosofia e religião, lógica e semiótica. Filho de um afamado matemático e astrônomo,... Continuar Lendo →

Jakob von Uexküll e Merleau-Ponty: uma aproximação

          Buscaremos realizar um recorte conceitual da obra de Jakob von Uexküll (1864-1944), biólogo da Estônia que escreveu em alemão, principalmente de sua noção de Umwelt (em más traduções: mundo circundante, meio ambiente), para compreendermos como esse conceito será apropriado e utilizado pelo filósofo francês Maurice Merleau-Ponty (1908-1961).      ... Continuar Lendo →

A metáfora em Paul Ricouer

Pretendemos realizar um recorte temático da obra de Paul Ricouer, A Metáfora Viva, que mostre o desenvolvimento da questão da metáfora, de Aristóteles passando pela Tropologia e, finalmente, buscaremos elucidar o entendimento contemporâneo sobre o tema, aos olhos de Paul Ricouer. Com isso, atingiremos um dos «eixos de sua filosofia».[1] Acompanharemos o percurso do autor... Continuar Lendo →

A noção de especulativo em Hegel

          Buscamos investigar as origens da noção de especulativo, em Hegel, que de certa forma será fundamental para toda sua obra e, principalmente para a lógica. Veremos que a lógica de Hegel se move no âmbito do especulativo. Finalizaremos ao ver em que medida a noção de conceito aponta para um... Continuar Lendo →

As regras da argumentação na Pragma-dialética

           O objetivo desse trabalho é elucidar como operam e em que contexto faz-se necessário um determinado conjunto de regras, propostas por uma escola de teoria da argumentação chamada Pragma-dialética, que quando aplicadas por interlocutores razoáveis em um diálogo crítico, podem levar à resolução de uma diferença de pontos de vistas.... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑